Novos Templários


...E eu vos digo que compartilho da mesma opinião deles, mais ainda, aliciar-me-ei aos novos Cavaleiros Templários! Mas não concordo com a necessidade de que devemos permanecer nos limites divinos e que devemos ficar a mercê de um bode expiatório. Atenham-se a aprofundar-se no que não é de vossa conta! Tenham fé no que entendem a aceitam, evitem as inovações e as fábulas subjetivas. Evitem fantoches de deuses! Tomem como modelo nossos ancestrais, deixem de lado as coisas novas. Evitemos os hábitos das pessoas comuns que se fazem cegas diante da vida e que se prendem as religiões mundanas e aceitam o mundo, simplesmente. O nosso caminho é só nosso, mas não é para todos. É preciso sabedoria. Qualquer um que tentar elevar-se acima das alturas da nossa compreensão, que pisar nos seus irmãos de batalha, perderá a dignidade e será recompensado com coisas perturbadoras. Não vão conseguir chegar ao nosso nível, pois vacilariam, oscilariam e por fim, cairiam.