Presente de Hecatombe


Espera agonizante por mais um dia de rotina. Os segundos de dor se entendem por horas e os momentos de alívio são curtos demais. Olho pela janela...inúmeros seres em igual tormento... Indago sobre tudo...Quantos mais estão se perguntando o porquê disto tudo neste momento ? Quantos mais pensam na imensidão e se perdem no sorriso minguante da lua ? Será que também, como eu, buscam perfurar a mão dos deuses ? Respiro fundo... o vidro embaça e rabisco ali algo sem nexo mas que logo some. Procuro um porto seguro onde eu possa ancorar, uma fração mínima de otimismo que seja... Amanha será outro dia....talvez eu acorde melhor e não reclame do sol escaldante inundando o quarto, talvez amanhã eu melhore...talvez amanhã...mas por hoje, não.